sexta-feira, 30 de julho de 2004

Hotel Portobello, Mangaratiba

Todo dia agora na hora do almoco estou andando de caiaque. Hoje fui em Mangaratiba, que fica do outro lado da baia, com uma cara de Sao Paulo (Leonardo). Fiquei muito cansado na ida, porque tanto o vento quanto a maré estavam cotnra. Nao dava nem para parar para descansar um pouco, senao era arrastado na direcao errada. Finalmente cheguei na cidade, pedi para um moleque vigiar o caiaque, e fui andar. A cidade é bem feinha (mas a vista e´ fantástica). Comprei umas garrafas de coca cola (a latinha aqui custa 3.50 + taxas), e comecei a voltar. A volta foi uma delicia pelas mesmas razoes pelas quais a ida foi um inferno. Descobri que se deixasse o vento (e as ondas) virem das 5 (ou 7) horas, conseguia ´pegar jacares´ sem muito esforco. A ida me tomou quase 1 hora, a volta somente 25 minutos. Mesmo assim perdi o almoco e cheguei 10 minutos atrasados na palestra do Magueijo (com um saco de garrafas pet pingando agua do mar).

Falando em Magueijo, os seminarios dele sao os mais animados. No 2o dia ele colcocou uma transparencia (em referencia ao MOND) dizendo ´HIGH BULLSHIT CONTENT`... O cara atira para todo lado, tem teorias de enrgia de Planck invariante, c variavel, e variavel, o diabo a quatro. Mas o que ele diz e´interessante.

Para terminar, o assunto randômico do dia. Sempre achei irritante aqueles documentarios sobre o mundo animal que personalizam demais os bichos. Ontem vi um que devia ganhar oscar! Era sobre a travessia de um rio infestado por crocodilos por zebras/gnus/antilopes (nesta ordem). Nao so´a musica dramatica e a camera lenta faziam cada ataque dos jacares parecer uma cena do Poderoso Chefao, os bichos também tinham flashbacks!! Um close na cara tristonha de uma gazela era seguido de cenas em preto-e-branco de outras gazelas sendo comidas, e imagens furtivas de jacares submersos... Algo como o trauma da infancia (e a narração ´...Ela já esteve aqui antes... Na estação seca do Serengueti...´). Ate´ os jacarés tinham flashbacks (provavelmente lambrando dos anos despreocupados da juventude ou algo assim). Bizarro!

Um comentário:

supermafra disse...

nossa bruno. vc me contou essa história dos flashbacks animais na segunda, está com isso na cabeça desde julho!