quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Hotel Leão da Montanha, Campos do Jordão
A demanda pelos campos do Jordão

Estou em Campos do Jordão, SP, para outro encontro 'Nova Física do Espaço' (é o 8o, dentre os quais estive em 4). Por alguma razão, as minhas viagens até aqui costumam ser um tanto tribuladas. Desta vez, não tive que imprimir um novo poster em Taubaté ou recuperar minhas chaves em uma suposta boca de fumo/sauna gay. Mas por pouco, muito pouco, não acabei indo para Aguas de Lindóia por engano. É fácil de confundir as duas cidades: ambas ficam em São Paulo e sediam eventos científicos que costumo frequentar (no caso de AdL, o Encontro Brasileiro de Física de Partículas e Campos). De qualquer maneira, passei uns 10 minutos me informando, na rodoviária do Rio, sobre onde comprar uma passagem para AdL, e só depois de ser informado dos horários me dei conta que devia ir para outro lugar.

Pensando bem, os meus problemas em viagens para Campos do Jordão sempre porque esqueço alguma coisa: Meu poster, minhas chaves, ou o nome da cidade para onde estou indo.

Um fenômeno bastante comum em encontros científicos é a profusão de palestrantes terminando suas apresentações durante o próprio encontro, as vezes até poucos minutos antes da palestra. Eu certamente faço isso com frequencia. Mas desta vez decidi inovar, e terminei o *trabalho* que ia apresentar nos onibus (Rio->SP e SP->CdJ). Uma hora antes de chegar em CdJ, finalmente provei uma conjectura geométrica que precisava para calcular o último número que fecha o trabalho (é um trabalho bastante simples, felizmente). Então fui dormir um pouco. Cheguei no hotel as 9, terminei a apresentação rapidamente, e fiz minha apresentação ao meio dia. E fui dormir um pouco em um sofá, porque o *&^*#& do meu colega de quarto desaparecera com a chave. De resto, foi um dia agradável, com algumas palestras interessantes. Fomos mais tarde ao Baden Baden, onde o Nelson [professor do CBPF], um tanto chocado, descobriu que dois de seus alunos de doutorado (e dois ex-alunos do seu curso de cosmologia) jogavam RPG*.

Por último, fiquei sabendo recentemente que não são os únicos estudiosos do Universo a se reunir nesta cidade. Por exemplo:

Nos dias 25 a 27 de maio, o Centro Integrado Yoga Sandri vai promover o Darshan II – Jornada Além do Ego, em Campos do Jordão (SP). Com o tema “Yoga Milenar e a Física Quântica. Sua vida e a consciência quântica [...]”
Parece picaretagem? Nããão....
Dentre os destaques, o Darshan terá neste ano Harbans Arora, físico nuclear, especializado em física quântica, professor de yoga e terapeuta quântico, [...]
Pois é. Com um 'especialista em física quântica' no evento, a coisa é obviamente da mais alta seriedade.


______________________________
* Um fato notável deste congresso é a presença de metade do meu grupo de RPG no Rio; Sandro; Mariana e Stella estão aqui apresentando trabalhos vários. Devemos jogar Crhulhu hoje a noite.

2 comentários:

Stella disse...

Que se há de fazer, né? Ninguém pode com a força dos nerds unidos!

O próximo passo é convencer o
Nelson a jogar com a gente.

Beijinhos!

Anônimo disse...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel